30.1.09

Ontem foi um dia negro neste início do ano: por causa desta crise que se impôs, várias empresas por todo o mundo encetaram um despedimento em massa.

 

Parece-me que o resto do mundo optou pelo estilo de vida de Portugal: o negativismo e a falta de esperança que tudo melhore imperam agora.

 

Acho que entramos num tal ciclo vicioso, que a crise neste momento está pautada pelos despedimentos, mas é esta suposta crise que obriga os empregadores a despedirem as pessoas...

 

 

link do postescrito por anid, às 13:16  opina à-vontade

28.1.09

... a música 'We are the world' foi gravada por 45 dos maiores nomes da música norte-americana daquele tempo, para arrecadar fundos para o combate da fome em África. 

Foi um raro acontecimento e hoje, apesar de toda a evolução social, dificilmente se reúnem tantos artistas para gravar músicas e com um objectivo em comum.

 

No entanto, devo realçar o concerto de comemoração dos 20 anos do Live Aid, denominado por Live 8, que uniu milhares de pessoas por todo o mundo nos vários espectáculos que foram realizados.

 

Vocalistas principais:

Bob Marley
Ray Charles
Bob Dylan
Daryl Hall
James Ingram
Michael Jackson
Al Jarreau
Billy Joel
Cyndi Lauper
Huey Lewis
Kenny Loggins
Willie Nelson
Steve Perry
Lionel Richie
Kenny Rogers
Diana Ross
Paul Simon
Bruce Springsteen
Tina Turner
Dionne Warwick
Stevie Wonder

 

Aqui fica o vídeo de uma música que continua a marcar-nos após tantos anos.

 

 

link do postescrito por anid, às 15:14  opina à-vontade

27.1.09

"A situação dos mercados financeiros é tão má que as mulheres estão outra vez a casar por Amor!!!"

 

link do postescrito por anid, às 13:01  opina à-vontade

26.1.09

Este fim-de-semana, houve sessão de cinema em casa de uns amigos e o filme que nos calhou na sorte foi 'Perfume'. Sinceramente, a única coisa que sabia era que era baseado num livro de Patrick Süskind e nada mais...

Só depois reparei no apêndice do título: 'Perfume - A história de um assassino' e aí pude - ao longo do filme - aperceber-me da densidade e complexidade do drama (sendo que suponho que o livro seja ainda mais complexo e denso...)

 

Sinopse: Paris, 1738. Jean-Baptiste Grenouille (o desconhecido britânico Ben Whishaw) nasceu num mercado de peixe, onde a sua mãe (Birgit Minichmayr) trabalhava como vendedora. Ela tinha-o abandonado, mas o choro de Jean-Baptiste fez com que fosse descoberto pelos presentes na feira. Isto também fez com que a sua mãe fosse presa e condenada à morte. Entregue aos cuidados de Madame Gaillard (Sian Thomas), que explora crianças órfãs, Jean-Baptiste cresce e logo descobre que possui um dom incomum: ele é capaz de diferenciar os mais diversos odores à sua volta. Intrigado, Jean-Baptiste logo demonstra vontade de conhecer todos os odores existentes, conseguindo diferenciá-los mesmo que estejam longe do local em que está. Já adulto, ele torna-se aprendiz na perfumaria de Giuseppe Baldini (Dustin Hoffman), que passa por um período de pouca clientela. Logo Jean-Baptiste supera Baldini e, criando novos perfumes, revitaliza a perfumaria. Ele cada vez mais se interessa em manter o odor de forma permanente, o que faz com que procure meios que possibilitem que o seu sonho se torne realidade. Só que, nas suas experiências, ele passa a tentar capturar o odor dos próprios seres humanos.
 

 

link do postescrito por anid, às 19:56  opina à-vontade

Como é bastante usual, eu e a minha cara-metade vamos a casa dos meus pais almoçar.

 

Mas hoje tivemos uma surpresa. Quer dizer, a maior surpreendida fui eu. Cheguei e vi o meu pai sem aquele lindo bigode branco, perfeitamente encaixado no seu rosto redondo moreno. Ora, ele é daquelas pessoas em que os cabelos/pelos não aclaram ao mesmo tempo, ou seja, o bigode era branco, mas o cabelo era negro, negro e isso ainda lhe dava maior charme.

Durante o almoço, então, fiquei a olhar para ele, tentando habituar-me àquela ideia de ver o meu pai - pela primeira vez na minha vida - sem bigode. Tenho quase trinta anos de vida... Fiquei com a sensação que finalmente ele era parecido com algum dos seus irmãos mais velhos, mas não cheguei a nenhuma conclusão.

 

Estava sem bigode, mas continuava a ser o meu Pai...

link do postescrito por anid, às 00:02  opina à-vontade

23.1.09

Uma amiga minha está de baixa, como tal passa muito tempo sem fazer absolutamente nada... O marido chegou há dias, após um dia de trabalho, a casa e encontrou-a na cama.

 

- Então, a esta hora ainda estás na cama? Tens que te entreter com alguma coisa...

 

Dias depois, no final de mais um dia de trabalho, o marido encontrou-a em frente ao computador.

 

- Quer dizer, agora não fazes outra coisa se não estares no computador e na internet?

 

 

link do postescrito por anid, às 23:18  opina à-vontade

22.1.09

O ano passado fui com uns amigos para a aldeia dos meus pais. Aproveitei para visitar os meus tios (que são quase como avós, pois perdi os meus muito cedo).

 

- Olá, tio.

- Olá, sobrinha, há quanto tempo! - Nota: ele gosta de me tratar assim mesmo.

- Fomos até ao Penedo S. João e até Cárquere e depois resolvemos passar por aqui.

- Então e não me vieste buscar? O teu primo quando esteve cá, até me levou a almoçar fora e tu...

 

Olhem a minha cara, sendo que eu os visito várias vezes por ano e o meu primo já não ia lá há já alguns anos....

 

link do postescrito por anid, às 23:07  opina à-vontade

Uma amiga mandou-me uma poema que escreveu há uns tempos para eu dar a minha opinião de 'opinativa' amadora. Disse-lhe o que achava (isso é entre mim e ela) e agora deixo-vos aqui o texto para vocês lerem, usufruírem destas palavras e se quiserem darem a vossa opinião.

 

Tento escrever
Mas não consigo.
Tantas já foram as folhas que rasguei...
Tantas já foram as lembranças que lembrei...
Sentada no meu sofá,
Procuro palavras bonitas que tentem,
De algum modo,
Explicar o que me vai na alma,
Definir o que me perturba o peito.
Mas é inútil...
As palavras escapam-me como areia entre os dedos.
E as que me lembro são fracas
Para te dar a conhecer tudo o que me inquieta.
Não consigo escrever...
A minha cabeça está confusa!
Perco-me entre as recordações,
Perco-me entre os pensamentos
Que quero transmitir para o papel
Mas não consigo...
Não consigo
Porque os meus pensamentos se baralham entre si,
Baralhando, assim, as minhas ideias.
E é por isso que escrevo.
Escrevo procurando uma lógica
Entre os rabiscos.
Escrevo sem me preocupar
Com a semântica ou a sintaxe.
Escrevo sem obedecer à pontuação,
Sem respeitar as palavras que estão escritas no dicionário.
E tudo isto para quê?
Somente porque quero estar a teu lado
Mas não me é permitido.
Somente porque quero a única boca que a minha aceite.
AMO-TE e tenho medo de o demonstrar.
Amo-te?!...Já não sei o que sinto,
Não sei o que penso.
Sei apenas que és motivo de insónia,
És motivo de tristeza,
De alegria.
És motivo de lágrimas e de sorrisos.
Não sei o que pensar...
Não sei o que pensar de mim.
Não sei o que pensar de ti.
Não sei, Simplesmente não sei!
Não sei se são verdade as mentiras que dizes,
Não sei se nos momentos de ternura
É a mim que beijas.
Não sei se te tento compreender
Ou se me tento compreender a mim.
Qual de nós o mais louco?
Qual de nós o mais apaixonado?
Qual de nós o não correspondido?
Perguntas ainda sem resposta.
Perguntas sem resposta
Que levantam ainda mais perguntas,
Também essas sem respostas.
E aqui, no aconchego do meu sofá,
Identifico-me com a música que ouço...
E concluo...
Que as perguntas são como as palavras que escrevo:
A seguir a uma surge logo outra.
E pensando neste ciclo vicioso,
Tentarei dormir,
Agora que exteriorizei
A agonia e anarquia que sentia.
Tentarei dormir e sonhar
Com o beijo que desejo,
Com o carinho que me dá vida.
Vou sonhar que, enquanto durmo,
Tu estás a meu lado
Zelando pelo meu sono...
 
Autora: F. S. R.

 

Tags: ,
link do postescrito por anid, às 15:33  opina à-vontade

A música 'Hallelujah' é um original de Leonard Cohen e entre os vários 'covers' que já foram feitos, para mim o melhor é interpretado por Jeff Buckey, cuja versão já foi usada por exemplo na série 'O. C. Na terra dos ricos'. É mais uma daquelas músicas que amo.

 

É uma canção que faz lembrar que há muita dor nas nossas vidas, mas que também conseguimos superar essa fase.

Há quase um ano, assisti a uma cena muito triste: uma mulher estava sentada dentro do seu carro, que estava estacionado na berma do passeio, esta música estava a passar no rádio (ou cd ou cassete, não sei...), num volume bastante alto e a dita senhora chorava, chorava, chorava...

 

Aqui fica um vídeo (a ilustrar cenas da série de tv) e no fim a letra da música.

 

 

I've heard there was a secret chord
that David played and it pleased the lord
but you don't really care for music do you?
Well it goes like this the fourth, the fifth
the minor fall and the major lift
the baffled king composing hallelujah

Hallelujah, hallelujah, hallelujah, hallelujah

Well your faith was strong but you needed proof
you saw her bathing on the roof
her beauty and the moonlight overthrew you
she tied you to her kitchen chair
she broke your throne and she cut your hair
and from your lips she drew the hallelujah.

Hallelujah, hallelujah, hallelujah, hallelujah

Baby I've been here before
I've seen this room and I've walked this floor
You know, I used to live alone before I knew you
And I've seen your flag on the marble arch
and love is not a victory march
it's a cold and it's a broken hallelujah

Hallelujah, hallelujah, hallelujah, hallelujah

Well there was a time when you let me know
what's really going on below
but now you never show that to me do you?
but remember when I moved in you
and the holy dove was moving too
and every breath we drew was hallelujah

Hallelujah, hallelujah, hallelujah, hallelujah

Well maybe there's a God above
but all I've ever learned from love
was how to shoot somebody who outdrew you
And it's not a cry that you hear at night
it's not somebody who've seen the light
it's a cold and it's a broken hallelujah

Hallelujah, hallelujah, hallelujah, hallelujah
Hallelujah, hallelujah, hallelujah, hallelujah
Hallelujah, hallelujah, hallelujah, hallelujah
Hallelujah

 

link do postescrito por anid, às 13:46  cusquices (2) opina à-vontade

21.1.09

O novo presidente norte-americano é negro ou o politicamente correcto afro-americano?

 

link do postescrito por anid, às 14:03  opina à-vontade

pesquisa
 
mais sobre mim
Janeiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
14
15
16

24

25
29
31


Leitura em curso
Neste momento não leio nada, apenas escrevo...
comentários recentes
PROGRAMA DE AFILIADOS!Você está a procura de um re...
aqui no Brasil a gente fala muito mal o nosso idio...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
por acaso tambem andei muito a procura desta music...
Posts mais comentados
subscrever feeds
blogs SAPO